Notícias e Novidades

26 de Maio de 2019

Botulismo: o que é e como evitar a intoxicação alimentar que pode levar à morte

A hospitalização de duas irmãs na Argentina, em estado grave, trouxe à tona o alerta sobre uma grave intoxicação decorrente da alimentação. Elas apresentaram "sintomas compatíveis com o botulismo" após consumirem homus mal conservado. O botulismo pode causar complicações como fraqueza prolongada, mau funcionamento do sistema nervoso e problemas respiratórios agudos. Se não for tratada a tempo, essa intoxicação pode acabar sendo fatal - embora autoridades em saúde de vários países alertem que os casos são pouco frequentes. Os casos que de fato acontecem, porém, coincidem em algo: os pacientes adoeceram depois de consumir alimentos mal processados ​​ou conservados.

Qual é a origem? O botulismo é causado por uma toxina liberada pela bactéria Clostridium botulinum. As bactérias em si não são prejudiciais. Na verdade, elas estão presentes no ambiente de maneira geral, em lugares com falta de oxigênio. É o caso de conservas de alimentos, em que os esporos (unidades de reprodução) da bactéria começam a liberar a toxina.  

Como o botulismo pode se propagar? A toxina botulínica é transmitida principalmente por meio de alimentos mal processados ​​ou com um nível muito baixo de acidez. Na lista de produtos a considerar, a organização internacional inclui vegetais enlatados com baixa acidez, como feijão verde, espinafre, cogumelos e beterraba.

Quais são os sintomas desta intoxicação? Os primeiros sinais mais evidentes de intoxicação incluem fraqueza muscular, pálpebras caídas, voz fraca, vertigem, secura na boca e visão turva. As toxinas botúlicas são neurotóxicas, o que significa que afetam o sistema nervoso. Isso leva a uma paralisia e uma flacidez que podem produzir insuficiência respiratória. 

Quando os efeitos do botulismo começam a ser sentidos? Os sintomas normalmente se manifestam entre 12 e 36 horas após a ingestão do produto em más condições. O prazo mínimo é de quatro horas e o máximo, de oito dias, explica a Agência Espanhola de Defesa do Consumidor, Segurança Alimentar e Nutricional.

Como o botulismo pode ser prevenido? Uma vez que a intoxicação pode ser gerada a partir da comida enlatada, a vácuo ou com baixa acidez, a primeira pista de que um produto não está em condições será a embalagem. As latas amassadas ou mal fechadas são os principais inimigos. 

Qual é o tratamento? "Se você for diagnosticado com botulismo alimentar ou uma lesão precoce, a injeção de antitoxina reduz o risco de complicações, embora não possa reverter os danos já causados", explica a clínica Mayo. Os antibióticos só são recomendados caso a toxina tenha entrado na corrente sanguínea por meio de uma ferida. 

Fonte: g1.globo.com/ciencia-e-saude

Critérios para doação de sangue são rígidos

Entenda os motivos.

FDA orienta como cosméticos devem ser usados

É importante usar os produtos cosméticos com segurança.

Vitamina E: entenda os benefícios deste nutriente e como pode ser usado

Ativo possui propriedades antioxidantes, calmantes, anti-inflamatórias e hidratantes.

assine nosso
informativo

Agência Interagir