Notícias e Novidades

06 de Julho de 2016

Óleo de coco na alimentação

O óleo de coco na alimentação se transformou em tendência. A dúvida que surge na cabeça de muitos, no entanto, é sobre a veracidade dos benefícios do ingrediente. Será que essa gordura é realmente benéfica para o funcionamento do organismo? 

O óleo de coco que está na moda é extraído do fruto seco. Essa versão é a extravirgem, mais recomendada para quem deseja aproveitar as vantagens do ingrediente. A gordura, quando conservada em temperatura ambiente, mantém-se em forma líquida. Ao ser reservada na geladeira, ela pode ficar branca e com aspecto endurecido. Uma porção de 15 gramas contém 129 calorias e aproximadamente 13 gramas de gorduras saturadas. Por isso, vale ficar de olho na quantidade consumida: nada de saborear mais do que uma colher de sopa por dia.

A seguir, confira quais são os principais benefícios do óleo de coco na alimentação. 

Diminui os desejos por doces - O consumo de óleo de coco é capaz de controlar os níveis de glicose e de insulina presentes no sangue. Esse equilíbrio é capaz de diminuir os seus desejos descontrolados por carboidratos ao longo do dia.

Garante saciedade - O óleo de coco permanece por mais tempo no estômago, o que ajuda a potencializar a sensação de saciedade.

Melhora o metabolismo - O óleo de coco influencia diretamente no funcionamento da glândula tireoide, responsável por grande parte do trabalho executado no metabolismo. Esse é o segredo para perder gordura, manter a saúde em dia e não passar fome.

Potencializa a imunidade - Dois ácidos encontrados no óleo de coco – láurico e cáprico – contribuem para a melhora da imunidade. O consumo do ingrediente é capaz de aumentar a proteção do organismo contra micro-organismos que podem causar doenças.

Acaba com a prisão de ventre - A gordura deixa o bolo fecal mais mole, macio e fácil de ser expelido. O ácido láurico também contribui para a eliminação de bactérias que podem trazer malefícios para o funcionamento do sistema digestivo.

Equilibra o colesterol - A melhora do trabalho da tireoide também é responsável pelo equilíbrio do HDL e LDL – famoso por ser perigoso ao coração. Esse benefício é capaz de diminuir os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Como usar óleo de coco na alimentação: O óleo de coco pode ser adicionado no preparo de saladas – substituindo o azeite de oliva – e até mesmo na criação de sucos naturais. Vale também aquecer uma pequena quantidade pincelada sobre uma frigideira para a criação de omeletes, panquecas fitness e outras receitas recomendadas por sua nutricionista.

Lembre-se que os benefícios do óleo de coco na alimentação são mais presentes em sua versão extravirgem e em temperatura ambiente. A gordura aquecida pode perder grande parte de suas propriedades antioxidantes. Converse com a especialista responsável pelo seu cardápio e veja a quantidade indicada diariamente.

Fonte: Terra.com.br/saude

Quatro alimentos que parecem light, mas não são

Alguns quitutes são feitos com frutas e vegetais, mas escondem na receita ingredientes como açúcar e gordura, além de calorias extras.

Alimentos saudáveis para crianças de 1 a 3 anos

A alimentação é uma das chaves para a saúde dos pequenos. Oferecer os melhores alimentos os ajudará a crescer e se desenvolver de maneira saudável. Descubra algumas recomendações.

Tricotar: considerado um dos hábitos mais relaxantes

Se você quiser se desconectar dos problemas e esquecer as preocupações por um tempo, tricote, e verá que é um dos hábitos mais relaxantes.

assine nosso
informativo

Agência Interagir